Domingo
22 de Setembro de 2019 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
24ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
23ºC
Min
18ºC
Nublado com Possibil

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
26ºC
Min
16ºC
Nublado com Possibil

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
25ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Controle de Processos

11/06/2019 - 16h36Comerciantes atendidos por programas sociais expõem no TJMGPróximas exposições da Feira Cidadania Solidária serão no Fórum e Unidade Raja

Servidores conferem bichinhos de tricô e outros artesanatos em pano no primeiro dia de feira Bolos, pães, biscoitos, geleias, peças bordadas a mão, roupas e até produtos exclusivos encantaram o público que esteve na Feira Cidadania Solidária, que aconteceu nesta terça-feira, dia 11, no Espaço de Convivência do edifício-sede do Tribunal de Justiça de Minas, em Belo Horizonte. Os expositores são pessoas atendidas por programas sociais da Prefeitura de Belo Horizonte que têm dificuldades de inserção no mercado de trabalho. São 40 barracas que vendem produtos artesanais, muitas vezes produzidos pelos próprios feirantes. A feira é uma parceria do TJMG com a Prefeitura de Belo Horizonte, com o objetivo de promover a inclusão social e produtiva na cidade. A inciativa prevê o funcionamento mensal da feira nas três unidades da justiça mineira em Belo Horizonte, sempre das 9h às 16h. Fonte de renda A comerciante Barbara Ferreira, de 35 anos, expôs colares e pulseiras que são produzidos com materiais reaproveitados e funcionam como difusores de óleos essenciais. “Meus pais desenvolveram um trabalho de produção de mosaicos com madeiras que seriam descartadas,  recolhidas de móveis e tacos de casas antigas. As sementes são coletas sustentáveis, dentro do tempo ideal da planta”, conta a feirante. A empresa familiar faz parte do grupo de economia solidária, comtemplado no programa da Prefeitura de Belo Horizonte. Já Norma Figueiredo, aposentada, 62 anos, estava expondo panos de prato pintados e bordados a mão. Segundo ela, a renda gerada com a feira é importante para completar a aposentadoria. “Além do dinheiro, este trabalho é importante para minha saúde mental. Quando meus filhos cresceram, se tornaram independentes e saíram de casa e eu fiquei muito ansiosa. Por recomendação médica procurei ocupar meus dias e foi aí que surgiu a ideia de pintar e bordar panos de pratos. Participo de persas atividades voltadas para a terceira idade”, destaca a aposentada.   Público Silvia Monteiro sempre prestigia o evento, que reúne 20 artesãos A servidora Silvia Monteiro de Castro Lara Dias, publicitária que trabalha na Comunicação Visual do TJMG, disse que sempre vem prestigiar a feira no edifício-sede. “Gosto muito dessa iniciativa, pois é uma forma de ajudar a quem precisa, já que os expositores são pessoas atendidas por programas sociais da Prefeitura da capital. Outra vantagem é pulgar a existência desse Espaço de Convivência, já que muitas pessoas que trabalham na sede não conhecem o local”, destaca a servidora. O evento reúne 20 representantes do Espaço da Cidadania e 20 do Centro Público de Economia Solidária, programas vinculados à prefeitura de Belo Horizonte. Amanhã, dia 12, a Feira estará no Pátio do Fórum Lafayette e no dia 13 de junho, no saguão do auditório da unidade Raja Gabaglia do TJMG. Agenda Feira Cidadania Solidária Data: 12 e 13 de junho Horário: das 9h às 16h Locais Fórum Lafayette (Avenida Augusto de Lima, (1549) Unidade Raja (Avenida Raja Gabaglia, 1753)
11/06/2019 (00:00)
Visitas no site:  4159661
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia