Segunda-feira
16 de Setembro de 2019 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
30ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
33ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
31ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
30ºC
Min
22ºC
Poss. de Panc. de Ch

Controle de Processos

23/08/2019 - 21h00Associação ao tráfico de drogas leva 31 a julgamentoJuíza da 2ª Vara de Tóxicos decretou a prisão de 25 denunciados

Juíza ouviu testemunhas durante cinco dias e interrogou 29 acusados A juíza Andrea Miranda Costa, encerrou nesta sexta-feira, 23 de agosto, a instrução do processo que apura o envolvimento de duas gangues adversárias no tráfico de drogas, que disputam o território da Vila Cemig, região Oeste de Belo Horizonte As investigações da 2ª Delegacia de Polícia Civil do Barreiro apontaram que duas facções rivais estavam impondo o terror entre os moradores e cometendo persos outros delitos, com a intenção eliminar integrantes do grupo rival e controlar o tráfico de drogas na região. No meio da disputa entre as duas facções, a Unidos da Faisão -UF e a DVC - Demônios da Vila Cemig, a população passou a viver aterrorizada, segundo a 13ª Promotoria de Justiça, que ofereceu denúncia contra 31 pessoas pelo crime de associação ao tráfico de drogas. Durante cinco dias a juíza da 2ª Vara de Tóxicos, Andréa de Miranda Costa ouviu testemunhas e interrogou 29 acusados. Dois acusados estão foragidos e por isso serão julgados à revelia. Diante da gravidade de relatos novos sobre a violência dos integrantes dos dois grupos e do terror imposto aos moradores da região – inclusive registrados em áudio e vídeo, pulgados na internet e por uma rádio de Belo Horizonte – a juíza acolheu, em parte, a representação do Ministério Público, e decretou a prisão preventiva de 25 dos réus, para garantia da ordem pública. Dos 29 acusados interrogados, quatro respondem em liberdade, entre eles 3 mulheres com filhos menores de 12 anos.  A juíza determinou a abertura de prazo para as alegações finais do Ministério Público e dos advogados e defensores públicos dos réus. A sentença será proferida ainda nesse semestre.
23/08/2019 (00:00)
Visitas no site:  4088254
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia