Sexta-feira
14 de Dezembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
36ºC
Min
23ºC
Poss. de Panc. de Ch

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
38ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
35ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
36ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

3° modulo da Oficina de Gramática começou para mais uma turma de servidores

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) por meio da Escola do Legislativo promoveu na manhã desta segunda-feira, 16, o terceiro módulo da Oficina de Gramática Básica para a terceira turma de servidores da Casa. A aula foi ministrada na Sala 2 da Escola. Neste módulo, os servidores terão acesso ao conteúdo de concordância nominal e verbal em duas aulas. As turmas estão distribuídas nos seguintes horários: às terças-feiras, das 8h30 às 11h; às quartas-feiras, das 14h30 às 17h; e às segundas-feiras, das 8h30 às 11h. As turmas possuem capacidade de 15 servidores. O professor é Wellington Lemes Coêlho. Ele ministra aulas para ensino médio e cursos específicos de Redação, Interpretação de Texto e Gramática Aplicada ao Texto. Coêlho é licenciado em Letras Modernas pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e mestre em Estudos Literários e Linguísticos pela mesma Universidade. Além disso, é servidor da Escola do Legislativo e também professor da Alego. Segundo ele, a concordância verbal é a concordância em número e pessoa entre o sujeito gramatical e o verbo, enquanto que a concordância nominal é a concordância em gênero e número entre os persos nomes da oração, ocorrendo principalmente entre o artigo, o substantivo e o adjetivo. Wellington destacou que as aulas estão sendo muito proveitosas pois os servidores estão demonstrando disposição para relevar suas dúvidas. “O que se quer com a oficina é abrir espaço para que o servidor possa se manifestar e obter os esclarecimentos às suas dúvidas. Percebemos que o andamento da aulas é diferente do previsto em virtude das perguntas. A quantidade de dúvidas é impressionante”, contou. Para ele, essas manifestações estão sendo excelentes. “É muito bom que os servidores estejam se manifestando e mostrando quais são suas fragilidades porque, assim, nós temos condições de trabalhar especificamente para eliminá-las”, disse. O conteúdo programático da Oficina foi composto por sinais de pontuação, pontuação obrigatória, pontuação facultativa, pontuação gramatical e pontuação expressiva, exercícios de pontuação, pronomes pessoais oblíquos átonos, próclise, ênclise e mesóclise. De acordo com a chefe de seção Pedagógica da Escola do Legislativo, Katianne de Sousa Almeida, o objetivo do curso é qualificar o servidor da Alego para que melhore o uso da formalidade na linguagem escrita. Além dos servidores da Alego, a Escola do Legislativo, por meio de parceria, abriu vaga para servidores do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás (TCM) e Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE).
16/04/2018 (00:00)
Visitas no site:  2244712
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia