Sexta-feira
14 de Dezembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
36ºC
Min
23ºC
Poss. de Panc. de Ch

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
38ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
35ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
36ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

Alunos dão lições sobre direito da mulher

Unir esforços no enfrentamento da violência doméstica e familiar através da dança, da música e do teatro. Foi com as ferramentas da arte que alunos e professores da Escola Estadual Santa Luzia debateram o tema com a comunidade escolar, na manhã desta quinta-feira, 11. As atividades são resultado da participação da instituição de ensino no projeto Judiciário na Escola, da Coordenadoria das Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e Familiar (Cevid), do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA). O projeto tem o objetivo de orientar a comunidade escolar sobre a violência de gênero por persas formas - física, moral, psicológica, patrimonial, sexual, entre outras.   “A Escola Santa Luzia está no projeto Judiciário na Escola há um ano. Nós fizemos todas as etapas de conscientização no local. Foi uma escola que aderiu muito bem ao projeto. Nós fizemos três formações com os professores de todos os turnos e depois conversamos com os alunos e com a comunidade. As atividades apresentadas hoje foram a culminância do que todos eles aprenderam com o projeto. Todas as turmas apresentaram atividades culturais relacionadas ao combate à violência doméstica contra a mulher”, destacou a pedagoga da Cevid, Riane Freitas. A assistente social da Cevid, Isabella Peracchi, também acompanhou a programação na escola.    A atuação do Poder Judiciário do Pará em caráter preventivo com ações na comunidade é um dos pontos destacados pela coordenadora das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, desembargadora Diracy Nunes Alves. Desde a sua criação, em outubro de 2017, sete escolas públicas já participaram do projeto. 
Fonte:
TJ Para
11/10/2018 (00:00)
Visitas no site:  2243143
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia