Quarta-feira
17 de Julho de 2019 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
24ºC
Min
16ºC
Chuvas Isoladas

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
25ºC
Min
16ºC
Possibilidade de Chu

Sexta-feira - Rio de Janeir...

Máx
26ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
26ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

AVANÇOS | ESMAM publica versão digital do relatório de gestão 2017-2018

Está disponível, na versão digital, o Relatório de Gestão da Escola Superior da Magistratura do Maranhão (ESMAM) - Biênio 2017-2018 – período em que a escola judicial foi presidida pelos desembargadores Paulo Sérgio Velten Pereira (diretor) e José de Ribamar Castro (vice-diretor). De acordo com o relatório, nos últimos dois anos, a ESMAM atingiu o triplo da meta prevista para formação e capacitação de  juízes e servidores do Tribunal de Justiça, dados ratificados pela Assessoria de Gestão Estratégica e Modernização (AGEM-TJMA). A publicação pode ser acessada também no site www.tjma.jus.br/esmam, no menu principal, opção  "institucional", seção "relatórios". Na apresentação do documento, o desembargador Paulo Velten atribui os avanços à boa aplicação dos recursos investidos pelo TJMA e ao empenho e dedicação da equipe para ampliar a oferta de serviços e impulsionar a qualidade das atividades ofertadas pela escola. Ele cita ainda o interesse de servidores e magistrados pela atualização e formação continuada. “Recebemos uma boa Escola e fizemos o melhor possível por ela nesses últimos dois anos. Temos hoje uma estrutura organizada, funcional e dinâmica, com servidores qualificados e comprometidos. O plano normativo também nos favorece com autonomia e regulação moderna. Contamos, ainda, com o apoio da presidência do Tribunal, da Corregedoria Geral da Justiça e de excelentes parcerias institucionais. E o melhor de tudo: temos juízes e servidores dispostos ao aprimoramento profissional permanente, conscientes de que a solução adequada dos conflitos na atual quadra da vida de relações exige empenho e qualificação constantes”, concluiu o ex-diretor. No documento, o magistrado faz um balanço de todas atividades, ressaltando pontos relevantes, que tornaram a instituição de ensino judicial referência para todas as escolas estaduais da magistraura do país. NÚMEROS Considerando a média do período, para os magistrados foram ofertadas 124,5 horas-aulas per capita contra 45 previstas no planejamento estratégico - 100 horas-aulas a mais. Quanto aos servidores, a escola registrou índice de 139% de inscritos nos treinamentos contra 60% do esperado. Em números absolutos, mais de 3.700 vagas foram destinadas à formação dos magistrados alcançados pela escola, em 80 atividades presenciais e 10 de Educação a Distância (EAD). Congressos, fóruns, seminários e outros eventos registraram mais de 10 mil participações de integrantes da carreira da magistratura. Foram mais de três mil horas de aula ministradas por 166 formadores locais e de renome nacional. No total, 49 novos cursos na modalidade presencial foram credenciados junto à escola nacional (Enfam), outros 10 aconteceram a distância, pela plataforma de EAD. A Escola implantou curso próprio de especialização, iniciou mestrado em cooperação com a Universidade de Girona (Espanha), além de curso de extensão e especialização em convênio com instituições parceiras. Também foram concluídos os cursos de formação continuada para fins de vitaliciamento de 30 magistrados que ingressaram na carreira. SERVIDORES QUALIFICADOS A Divisão de Treinamento e Aperfeiçoamento de Servidores (DTA) implantou 197 cursos na modalidade presencial e 30 a distância, com cerca de 11.282 vagas e 6.109 servidores presentes em cursos diferenciados, totalizando mais de quatro mil horas de aulas ofertadas a 5.131 servidores do TJMA. As formações aconteceram na capital e em comarcas do interior, sempre alinhadas às recomendações da Diretoria de Recursos Humanos do TJMA e das secretarias judiciais, considerando ainda as sugestões das entidades de classe - Sindjus e Anajud. SATISFAÇÃO Destacam-se os cursos: Capacitação de Mediadores e Conciliadores Voluntários, Segurança de Dignitários do Poder Judiciário, Direito Previdenciário, Atendimento ao Público, Sistema VEP, Direito Eletrônico, Prática Cartorária e Rotina Integrada da Unidade Judicial (Balsas), Multiparentalidade (EAD), Segurança Pessoal no Cumprimento de Mandados, Treinamento de Líderes para Secretários Judiciais e Registros Imobiliários em Ações Possessórias e Reivindicatórias, entre outros. Pesquisa de satisfação realizada pela ESMAM, em dezembro de 2018, revela que as atividades de formação/capacitação promovidas pela instituição têm conceito “ótimo” ou “bom” para 92% dos entrevistados. Além da oferta de cursos e eventos, os magistrados e servidores atribuíram conceito máximo à qualidade dos palestrantes e formadores (92%), impacto no desempenho das funções após os cursos (83%), ao atendimento e à comunicação da escola com o público (89%). A pesquisa teve como objetivo também agilizar o encaminhamento das observações e necessidades mais específicas de formação, de acordo com as áreas de atuação do corpo funcional do Judiciário. Por meio de respostas abertas os entrevistados puderam sugerir sobre melhorias nos itens apontados como “regular” ou “ruim” e apontar áreas do conhecimento, temas e palestrantes a serem contempladas nas futuras ações formativas da ESMAM.   Comunicação ESMAM esmam@tjma.jus.br (98) 3235 3231
19/06/2019 (00:00)
Visitas no site:  3427615
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia