Quarta-feira
12 de Dezembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Câmara mantém prisão preventiva de irmãos acusados de assassinato em Frutuoso Gomes

A Câmara Criminal manteve a prisão preventiva dos irmãos Everton Emídio das Costa e Helissom Emídio da Costa, acusados pela morte de Gerard Muller Carlos Tomás. O crime ocorreu em junho de 2017, enquanto a vítima caminhava em um calçadão de Frutuoso Gomes, no Oeste potiguar. A defesa, em sustentação oral no órgão julgador nessa quinta (9), alegou, dentre outros pontos, que os dois foram apontados como envolvidos apenas pelo depoimento de uma suposta testemunha ao fato. A defesa questionou alegações de que eles estariam foragidos e citou que eles estão matriculados em uma escola. Uma mulher que estava com a vítima também foi alvo de disparos no momento do homicídio de Gerard Muller, mas sobreviveu. Os desembargadores ressaltaram que, mesmo após o decreto de prisão, expedido pelo juiz da Comarca, os acusados não se apresentaram à justiça. Segundo as informações do inquérito, o crime teria sido provocado pela atividade da vítima em cobrar juros (agiotagem). Para o relator e os desembargadores que integram o órgão julgador, o fato de não se apresentarem demonstraria “desrespeito à justiça local” e a prisão deve ser mantida para a garantia da “ordem pública”, prevista nos artigos 312 e 313 do Código de Processo Penal. Habeas Corpus nº 0804815-48.2018.8.20.0000.
10/08/2018 (00:00)
Visitas no site:  2234812
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia