Quarta-feira
23 de Maio de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Casa das Prerrogativas abrirá no dia 6 de junho

Eduardo Sarmento Está confirmada para o dia 6 de junho a inauguração da Casa das Prerrogativas Celso Fontenelle, que será aberta no 11º andar do Centro Cândido Mendes, localizado no número 10 da Rua da Assembleia, no Centro do Rio. A apenas 300 metros do Tribunal de Justiça, o novo espaço funcionará como uma central da advocacia, oferecendo instalações, equipamento e suporte técnico para o pleno exercício da profissão. “É uma mudança de conceito. Há alguns anos o país e, mais especificamente, o Rio de Janeiro, atravessam uma recessão sem precedentes. São cabíveis todas as reclamações, mas temos, também, que agir. Com escritórios fechando e colegas tendo cada vez mais dificuldades para trabalhar, foi preciso buscar uma saída. Depois de muito esforço, será lançada no início do próximo mês a maior estrutura já entregue à advocacia no Brasil”, afirma o presidente da Seccional, Felipe Santa Cruz. As instalações funcionarão de segunda a sexta-feira, entre 9h e 18h. Além dos números já pulgados – 1.800m², mais de cem computadores e 33 escritórios compartilhados –, a localização da nova Casa das Prerrogativas permite a integração com todos os modais de transporte – ônibus, VLT, barcas e metrô. “Pensamos nos advogados de todo o estado durante as negociações, nossa intenção é criar um marco para a advocacia fluminense”, diz Luciano Bandeira, tesoureiro da Seccional e presidente da Comissão de Prerrogativas, que também será transferida para o local – juntamente com equipamentos e serviços hoje em funcionamento na Casa do Advogado Celso Fontenelle, que será desativada. Ocupando atualmente quase metade da Sala do Advogado no Fórum Central, a transferência da comissão para a Rua da Assembleia dará espaço para a instalação de mais 30 computadores, um incremento de 150% no número atual de máquinas. “Especialmente em tempos de crise, a austeridade com que tocamos a Ordem não pode significar estagnação. Percebemos a necessidade de ampliação de nossos serviços e trabalhamos com muita criatividade para melhorar a estrutura oferecida aos colegas mantendo o custo atual”, explica Luciano. Além de espaço de trabalho, a nova casa cumprirá a função de sala de aula, com uma filial reduzida da Escola de Inclusão Digital, que terá capacidade para atender 20 alunos. A programação ainda está sendo definida, mas serão ministradas palestras e cursos sobre temas ligados à tecnologia, nos moldes dos que acontecem no 8º andar da sede da Seccional. A secretária-adjunta da OAB/RJ e diretora de Inclusão Digital, Ana Amelia Menna Barreto, destaca as facilidades a serem oferecidas. “Na correria do dia a dia, muitos colegas não conseguem ir à sede da Ordem. Com a capacitação ocorrendo na nova casa, será possível acompanhar palestras nos intervalos do trabalho, por exemplo”, prevê, lembrando que, no mesmo local, um auditório para 80 pessoas dará suporte a eventos maiores. A parte de serviços também será aprimorada na nova Casa das Prerrogativas Celso Fontenelle. Além do peticionamento assistido, os colegas terão um posto avançado do protocolo da Seccional, assessoria para preenchimento das Guias de Recolhimento de Receita Judiciária (Grerj) e para a instalação de programas utilizados no peticionamento eletrônico, wifi de alta velocidade, certificação digital, guarda-volumes ampliado e engraxate.
17/05/2018 (00:00)
Visitas no site:  1631637
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia