Segunda-feira
10 de Dezembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Desembargadora do TJDFT é agraciada com medalha de 50 anos de serviço público

Em cerimônia marcada pela presença de magistrados, servidores, familiares e amigos, a desembargadora Carmelita Brasil recebeu nesta quarta-feira, 10/10, das mãos do Presidente do TJDFT, desembargador Romão C. Oliveira, medalha comemorativa de 50 anos prestados ao Serviço Público. Ao se declarar honrado em ter sido o relator do procedimento administrativo que ensejou a outorga da medalha à agraciada, o Presidente afirmou quão merecido era esse reconhecimento, diante da extrema dedicação que a homenageada serviu ao Estado, preenchendo muito mais do que os requisitos legais exigidos para seu recebimento. Destacou que, ao iniciar sua jornada como professora, a magistrada conduziu os jovens mineiros ao bom caminho, oferecendo-lhes - mais que instrução - educação. Discorrendo sobre a diferença entre os dois termos, destacou os perigos que a instrução, dissociada da educação, pode gerar e ressaltou quão bem a homenageada manejou essa habilidade. Por fim, registrou que a homenagem prestada representa uma trajetória vitoriosa, de uma pessoa corajosa e vocacionada, que assumiu o compromisso de distribuir justiça, e que vem realizando um maravilhoso trabalho à frente do TRE/DF e também no TJDFT. Muito emocionada, a desembargadora agradeceu as palavras do Presidente, e lembrou que, dentre os requisitos à concessão da medalha estão, além do tempo de serviço, a inexistência de falta grave, não tendo ela sofrido, ao longo de todo esse período, qualquer penalidade. Na sequência, dedicou a medalha aos pais, “que sempre a incentivaram a trabalhar e se profissionalizar desde cedo, tendo essa orientação servido como um vetor significativo para as conquistas alcançadas”. Falou da escola modelo em que iniciou sua trajetória no serviço público, em Minas Gerais, e do caminho que a conduziu ao TJDFT. Citou um soneto do Padre Antonio Tomás e a Oração aos Moços, de Rui Barbosa, e desmentiu o patrono da Justiça, ao afirmar que o tempo passa e a experiência chega, trazendo-nos o equilíbrio necessário para enfrentar a vida com sabedoria, e que o peso da velhice é sim, a esperança. Ao fim, declarou que espera melhorar a si mesma a cada dia, para seguir atuando em benefício ao próximo, contribuindo, aqui e além, para um mundo melhor. A HOMENAGEADA Mineira, natural de Manhumirim, Carmelita Indiano Americano do Brasil Dias é graduada em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF e mestre em Direito e Estado pela Universidade de Brasília. Foi professora de Direito Constitucional na UFJF, de 1973 a 1984, diretora da Escola Superior da Magistratura do DF, onde também lecionou Direito Civil, e professora de Direito Civil do Instituto dos Magistrados do DF – IMAG-DF. Antes, atuou como advogada por 13 anos e ingressou no TJDFT como juíza de direito substituta no dia 4 de abril de 1984. Em 10/10/1991, foi promovida por merecimento a Juíza de Direito da 1ª Vara de Família de Brasília, e, em 27/6/2002, foi promovida por antiguidade ao cargo de Desembargadora do TJDFT.  Como desembargadora foi membro titular da Comissão de Jurisprudência do TJDFT, em 2008, e membro titular da Comissão de Acompanhamento de Estágio Probatório de Juízes de Primeiro Grau, de 2010 a 2012. Ocupou o cargo de 1ª Vice-Presidente do TJDFT no biênio 2014-2016, e o de Vice-Presidente e Corregedora do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), no biênio 2016-2018, sendo a atual Presidente da Corte eleitoral local.  A magistrada já foi condecorada com as Medalhas do Mérito Judiciário e Eleitoral do TJDFT e do TRE-DF, respectivamente, com a Comenda da Ordem do Mérito do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT, e com a Medalha da Ordem do Mérito Brasília, do Governo do Distrito Federal.  
11/10/2018 (00:00)
Visitas no site:  2226580
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia