Domingo
22 de Setembro de 2019 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
24ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
23ºC
Min
18ºC
Nublado com Possibil

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
26ºC
Min
16ºC
Nublado com Possibil

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
25ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Controle de Processos

Dia do Encontro: tarde de brincadeiras e esperança para quem busca uma família

Dia do Encontro: tarde de brincadeiras e esperançapara quem busca uma família Evento foi realizado no Dia nacional da Adoção e proporcionouque habilitados conheçam crianças e jovens aptos a adoção Uma troca de olhares. Uma conversa que começa  tímida. Uma brincadeira que aproxima. Interações que podem ser o primeiro passo para um possível encontro capaz de mudar vidas. Assim foi a tarde de pretendentes habilitados e de crianças e adolescentes que estão prontos para ganhar uma nova família. Todos juntos na segunda edição do Dia do Encontro, promovido pela Coordenadoria da Infância e Juventude do RS, com apoio da Brigada Militar.O tempo ajudou e a data era para lá de especial: hoje, Dia Nacional da Adoção, foi de sol na Capital, o que proporcionou uma tarde ainda mais agradável aos participantes do evento.Brincadeiras proporcionaram......interação entre os participantesPara quebrar o gelo da expectativa,  antes do efetivo encontro com a gurizada, os habilitados fizeram uma aula de biodanza com o facilitador Nasser Hassan, do espaço Holograma Ecologia Humana.Além de dançar e relaxar, os casais fizeram o exercício em dupla onde um conduziu o outro que estava de olhos fechados.  Ao final, confiança no parceiro e um abraço. A atividade era um prelúdio dos momentos de carinho e emoção que vieram em seguida.No ginásio, as crianças e os adolescentes brincavam com voluntários, em aulas de judô, dança, oficinas de customização, beleza e culinária.  O encontro propiciou o despertar de afinidades e a esperançade um encontro de almas entre pais e filhosMais do que uma tarde lúdica, o Dia do Encontro é uma oportunidade de aproximação. Assim, quando chegaram ao ginásio,  os pretendentes ganharam uma camiseta com o nome dos jovens que lá estavam. Nascia ali a primeira oportunidade de interação,  que se estendeu durante toda a tarde, com a ajuda da criatividade de colaboradores da Corregedoria-Geral da Justiça,  voluntários e das equipes da CIJRS e do 2° Juizado da Infância e Juventude de Porto Alegre.Cristiane Goetz veio de Lajeado para o Dia do Encontro. A vendedora,  que está há 3 anos habilitada no Cadastro Nacional de Adoção , busca por um filho entre 7 e 13 anos. Ela aprovou o evento: "O início é tímido,  mas as brincadeiras fazem com que a gente interaja. Também acho interessante a iniciativa pelo fato de nos fazer refletir sobre o perfil desejado. E o contato faz toda a diferença. Se você não encontrar aqui o filho ou filha que procura, pelo menos já abriu o coração para alterar o perfil."É nisso que confiam a Corregedora-Geral da Justiça,  Desembargadora Denise Oliveira Cezar, e a Coordenadora da CIJRS, Juíza-Corregedora Nara Cristina Cano Neumann Saraiva. "É muito mais fácil se apaixonar quando vemos como o outro é", afirma a Desembargadora. "E a nossa ideia é proporcionar essa tarde de integração para que possamos refletir sobre a possibilidade de flexibilização do perfil desejado e da adoção tardia", ressaltou a Juíza. Corregedora-Geral recepcionou e conversou com os participantes."É muito mais fácil se apaixonar quando vemos como o outro é"falou a Desembargadora, sobre o objetivo do eventoOs números demonstram o quanto o debate acerca do tema é urgente: há 5.020 crianças e adolescentes aptos à adoção no Brasil, 660 no Rio Grande do Sul e 231 em Porto Alegre, conforme dados do CNA. A maioria, cerca de 90%, tem mais de 6 anos, pertence a grupos de irmãos ou possui algum tipo de deficiência.Felipe Correa e Jonatan Damo estavam com os olhos e o coração voltados para uma menina. Foi ao lado dela que eles ficaram o evento todo.  A criança, apesar de pequena, possui deficiência, o que a coloca no grupo de difícil colocação. "A gente veio com o coração aberto", disse Felipe. "Com carinho e amor, temos certeza de que seremos muito felizes juntos", completou Jonatan. Juíza Nara Saraiva explicou que tarde de integração permite reflexãosobre a possibilidade de se efetuar uma adoção tardiaOs jovens também gostaram do Dia do Encontro. "A tarde foi boa. Me deu esperança", afirmou Evelyn, 16 anos. "Gostei das brincadeiras e de conhecer pessoas novas", afirmou Luan,  15.A segunda edição do Dia do Encontro se encerrou no final do dia, quando o sol já começava a se pôr. Os participantes ganharam uma tarde de alegria e persão, mas também  levaram para casa a esperança de que, quem sabe ali, podem ter encontrado a parte que ainda falta para completar as suas famílias.  Prestigiaram o evento os Desembargadores José Antônio Daltoé Cezar e Glênio Wasserstein Hekman; Juízes da Infância e Juventude da Capital Mirtes Blum, Tânia da Rosa, Charles Maciel Bittencourt e Daniel Englert Barbosa; e a Promotora de Justiça da Infância e Juventude Cinara Vianna Dutra Braga.   EXPEDIENTETexto: Janine SouzaAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br Publicação em Sat May 25 20:04:00 BRT 2019 Esta notícia foi acessada: 13 vezes.
25/05/2019 (00:00)
Visitas no site:  4159473
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia