Domingo
23 de Setembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

ES: Defensoria dá posse a mais três Defensores Públicos

Mais três aprovados no IV Concurso Público da Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo (DPES) tomaram posse na manhã da última sexta-feira (06), em Sessão Solene, no Auditório Araceli Cabrera Crespo, no Núcleo de Atendimento de Vila Velha.   Participaram da solenidade a Defensora Pública-Geral, Sandra Mara Vianna Fraga, o Subdefensor Público-Geral, Fábio Bittencourt, membros do Conselho Superior, Defensores Públicos e convidados dos três empossados.   A Defensora Pública-Geral, Sandra Mara Vianna Fraga, expressou sua satisfação com o ingresso dos novos colegas e deu posse a Amanda Louise Ribeiro da Luz, Alex Thiebaut Menezes Nunes da Costa e Julia Mansour Siqueira.   O Defensor Público, membro do Conselho Superior, Rodrigo Borgo Feitosa, orientou aos empossados que tenham sensibilidade para entender todas as pessoas que mais precisam e não deixar essas pessoas retornarem sem os devidos atendimentos. “A atividade nossa é muito além do que é judicial. Além do atendimento, nós temos aquele trabalho pós protocolo que é tentar conseguir agilizar um processo, ou que o oficial de justiça cumpra de imediato, tentar fazer com que o Estado cumpra no tempo correto o que deve ser feito”.   Para Alexandre Corsini Pagani, ser Defensor, antes de mais nada, é calçar a ‘sandália da humildade’. “Defensor não pode ter vaidade. O Defensor Público não ganha nada e não perde nada. Quem ganha alguma coisa é o assistido, ainda que perca a demanda, mas ganha porque participa do processo democrático”, pontua o membro do Conselho Superior.   Luiz Cesar Coelho Costa ressaltou a dificuldade de se passar em um concurso público e conseguir tal realização. “Ser Defensor Público não se trata puramente de livro, doutrina ou teoria, mas muito mais de sensibilidade, de conhecer o lado da pessoa e fornecer um tratamento digno, para que as pessoas saiam daqui se sentindo acolhidas, satisfeitas, às vezes apenas com uma orientação jurídica”, lembra o também membro do Conselho.   O presidente da Associação dos Defensores Públicos do ES (Adepes), Pedro Paulo Coelho, dispôs a associação para qualquer necessidade e pontuou o laço que é abraçar a Defensoria Pública. “Somos uma família e assim como toda família passamos por dificuldades, diante da função exercida, que ao mesmo tempo é muito gratificante”.   A nova empossada Amanda Louise Ribeiro da Luz frisou a busca pelo acesso à justiça e a dignidade humana. “Nossa maior luta será lá fora, é lá onde está a razão de ser do Defensor Público (…). Sejamos para os assistidos a esperança de uma vida melhor, onde seus direitos mais básicos, deixem de ser básicos e respeitados, onde não haja mais discriminações de qualquer natureza, intolerância ou totalitarismos”.   A Sessão Solene ocorreu logo após a 34ª Sessão Pública Ordinária do Egrégio Conselho Superior Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo em que foi escolhido o Corregedor Geral que substituirá a Defensoria Pública Lívia Bittencourt que entrou de licença maternidade, Dr. Edilson Lozer Junior. Na ocasião também foi eleita Defensora Pública Samantha Webster Machado Mendes para compor a Comissão de Prerrogativas, no mandato de 2018/2019.
Visitas no site:  1950236
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia