Segunda-feira
22 de Julho de 2019 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
27ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
27ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
29ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
27ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

JF de Santos realiza a primeira audiência de custódia pelo PJe Criminal

A primeira audiência de custódia via PJe Criminal foi realizada nesta quarta-feira (10/4)l, na 5.ª Vara da Justiça Federal de Santos. O juiz federal Roberto Lemos dos Santos Filho presidiu a audiência que contou com a participação do Procurador da República Antonio Donizete Daloia. Todos os atos eletrônicos foram praticados com pleno êxito. A implantação do PJe criminal ocorreu em março, na gestão da Presidente do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região, desembargadora federal Therezinha Cazerta. O sistema permitiu a prática de atos processuais e o acompanhamento dos processos judiciais de forma totalmente eletrônica. A 5.ª Vara Criminal da Justiça Federal de Santos-SP recebeu, em 9 de abril, a primeira distribuição de comunicação de prisão em flagrante via PJe Criminal. O flagrante refere-se à apreensão de 397,39 kg cocaína que, conforme apurado pela Polícia Federal, seria embarcada em navio para o porto de Antuérpia-Bélgica. Saiba mais sobre o caso O fato teve repercussão nos meios de comunicação local, em razão da possibilidade de estar relacionado com a apreensão de 1.165 kg de cocaína ocorrida na mesma data e no interior do mesmo navio. Com base em precedentes das Turmas Criminais do TRF da 3.ª Região, o magistrado converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva, a fim de evitar a reiteração de práticas ilícitas, diante da alegação do custodiado de ter praticado a ação em razão de estar desempregado.
12/04/2019 (00:00)
Visitas no site:  3468959
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia