Sábado
21 de Julho de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
24ºC
Min
20ºC
Chuva

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
21ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
24ºC
Min
16ºC
Nublado com Pancadas

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
26ºC
Min
17ºC
Nublado com Possibil

Controle de Processos

Juízes e servidores recebem treinamento para o novo CNA

Juízes e servidores recebem treinamento para o novo CNA As mudanças no CNA foram feitas a partir de propostas aprovadas por servidores e magistrados das Varas de InfânciaQui, 12 Jul 2018 09:00:00 -0300 Juízes e servidores das Varas de Infância e Juventude do Paraná (Foz do Iguaçu e Ponta Grossa), Rondônia, São Paulo (Guarulhos) e Bahia participaram de treinamento para implantação do novo Cadastro Nacional de Adoção (CNA). O novo sistema foi desenvolvido pela Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e deverá ser lançado nacionalmente no segundo semestre de 2018. “Já estamos na expectativa de ver tudo funcionando. Acredito que vai melhorar muito o nosso trabalho para unir as famílias às crianças”, enfatizou Noeli Salete Reback, juíza e coordenadora da Infância e da Juventude do Paraná. Ela coordenou o treinamento, que aconteceu entre os dias 4 e 6 de julho em Foz do Iguaçu. De acordo com a juíza, entre as funcionalidades mais inovadoras estão o controle de prazos, que não deixa os processos ficarem parados por muito tempo sem movimentação, e a fácil acessibilidade. As mudanças no CNA foram feitas a partir de propostas aprovadas por servidores e magistrados das Varas de Infância que participaram de cinco workshops realizados pela Corregedoria Nacional de Justiça em persas regiões do País, em 2017. Confira na íntegra a matéria. Fonte: CNJ.
12/07/2018 (00:00)
Visitas no site:  1737325
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia