Domingo
24 de Março de 2019 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
30ºC
Min
24ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
31ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
31ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
29ºC
Min
24ºC
Chuvas Isoladas

Controle de Processos

Luis Cesar Bueno apresenta projeto que anula efeitos do horário de verão

Está em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) e deve ser lido em Plenário após o término do recesso parlamentar, em fevereiro, o projeto de lei nº 5645/18, de autoria do deputado Luis Cesar Bueno (PT), que fixa o horário de funcionamento das atividades econômicas, da indústria, do comércio, do setor de serviços, das escolas e repartições públicas, no Estado de Goiás, durante o período em que vigorar o horário de verão.  O projeto de lei tem como objetivo criar mecanismos que garantam a não alteração de horários de funcionamento das atividades citadas durante o referido período. A medida é proposta considerando que, segundo o deputado Luis Cesar Bueno, “são, assustadoramente crescentes, os índices de violência em Goiás durante o período de vigência do horário de verão”. O parlamentar considera ainda para sua iniciativa os fatores de decréscimo de aprendizado nos estudantes e da irrelevante economia que a medida viabiliza.  Ao defender o projeto o deputado cita que não é obrigatória, por norma Constitucional, a adequação estadual do horário de funcionamento das atividades econômicas ao período de vigência do horário de verão. “Ainda sob a ótica das normativas Constitucionais registramos todo o rol de competência legislativa privativa do Executivo para que fique claro que a presente matéria não adentra à esfera de competência legislativa do Poder Executivo Estadual”, expõe o parlamentar.  Para se tornar lei, o projeto precisa receber o aval das Comissões da Casa, ser aprovada em dois turnos em Plenário e, posteriormente, receber a sanção do Governador.
11/01/2019 (00:00)
Visitas no site:  2731962
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia