Quarta-feira
14 de Novembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Policiais de Neópolis são capacitados para atender mulheres vítimas de violência

A Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) realizou em Neópolis, nessa terça e quarta-feira, dias 6 e 7/11, a capacitação de 22 policiais da 5a Companhia Independente da Polícia Militar de Sergipe. Foram tratados temas relacionados à questão de gênero, violência doméstica e familiar contra a mulher e o atendimento da polícia nesse tipo de ocorrência. “A capacitação foi de extrema importância para nossa atividade porque sempre temos contato direito com esse tipo de ocorrência, que envolve a Lei Maria da Penha. Gostamos muito do conteúdo teórico, do filme que foi exibido e das dinâmicas. A partir de agora, teremos um olhar diferenciado e saberemos melhor como entrevistar as testemunhas e encaminhar as vítimas”, comentou o Major Márcio Lima. Conforme a psicóloga Sabrina Duarte, a capacitação atendeu a um pedido do Juiz da Comarca de Pacatuba, Haroldo Rigo. “A turma foi muito receptiva. Eles participaram voluntariamente do curso e levaram vários exemplos de casos de violência contra a mulher, o que faz com que a capacitação se aproxime o máximo possível da realidade. Eles têm muito interesse em fortalecer a rede de combate à violência e, inclusive, solicitaram a presença do Projeto Interior em Rede lá em Neópolis e na região”, informou. A ação faz parte do Projeto Construindo Conceitos e Ações, que integra o Programa Educação da Coordenadoria da Mulher do TJSE. O ciclo de Oficinas de Sensibilização de Gênero e Violência Doméstica contra a Mulher para Policiais Civis e Militares de Sergipe está previsto em um Termo de Cooperação assinado entre o Poder Judiciário de Sergipe e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para capacitação de policiais, buscando o atendimento humanizado a mulheres vítimas de violência, especialmente nos municípios do interior sergipano onde não há delegacias especializadas.
08/11/2018 (00:00)
Visitas no site:  2141554
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia