Sexta-feira
22 de Junho de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
24ºC
Min
20ºC
Chuva

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
21ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
24ºC
Min
16ºC
Nublado com Pancadas

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
26ºC
Min
17ºC
Nublado com Possibil

Controle de Processos

Projeto de lei quer que Poder Público pague fornecedores de forma ordenada e rápida

Assim que Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) voltar aos trabalhos, na segunda quinzena de fevereiro, seus membros deverão analisar a viabilidade do projeto de lei nº 4098/17, do deputado Simeyzon Silveira (PSC). O texto estipula prazos para que a Administração Pública pague seus fornecedores, assim como determina que os pagamentos sejam feitos por ordem cronológica, para que empresas não sejam favorecidas, em detrimento de outras. Para que a despesa seja quitada o requerente deverá, inicialmente, apresentar junto ao órgão os documentos necessários, como nota fiscal, fatura e certidões. Ao recebê-los, a Administração Pública terá, então, dois dias para atestar a despesa e outros cinco dias para realizar a liquidação. Por fim são dados 20 dias de prazo para que o pagamento seja efetuado. Os pagamentos deverão obedecer à uma fila cronológica, para que haja igualdade de tratamento, sob pena de multa administrativa no valor de R$ 10 mil. Terão prioridade no recebimento apenas as cobranças que comprovadamente ocorrerem em situação de estado de emergência, calamidade pública, decisão judicial ou relevante interesse público.
10/01/2018 (00:00)
Visitas no site:  1673049
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia