Domingo
18 de Novembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Projeto hidrossanitário da nova sede destaca iniciativa sustentável

Os jardins, as torneiras de limpeza e o lava a jato da nova sede da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) serão alimentados por água da chuva. Umidade do ar convertida em água pelos aparelhos de ar-condicionado também será coletada e reutilizada na higienização da Casa. O que os dois reservatórios, com capacidade de 380 mil litros, não conseguirem armazenar, será encaminhado por estruturas de infiltração e recarga ao lençol freático. Além de clara economia de recursos públicos, a iniciativa preza pela preservação do meio ambiente ao utilizar, de forma responsável, os recursos naturais.Moderno e sustentável, o projeto hidrossanitário da nova sede da Alego participou, como inscrito na primeira fase, do tradicional prêmio promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea Goiás) de Meio Ambiente, já em sua 17ª edição. Ele concorreu, na fase classificatória do prêmio, com mais 14 iniciativas, na categoria Elementos Naturais. A premiação destaca e reconhece projetos de persos setores da sociedade planejados em boas práticas ambientais. O resultado final sai em 22 de novembro. A Assembleia Legislativa de Goiás deixará de ser no Palácio Alfredo Nasser, localizado ao lado do Bosque dos Buritis, famoso cartão postal da Capital. Com sua desafetação, a área, considerada de preservação ambiental, será devolvida à Prefeitura de Goiânia, em mais um passo rumo a uma sociedade mais sustentável. A nova sede, em fase licitatória, será construída no Park Lozandes, que hoje já abriga outras estruturas da administração pública, como o Paço Municipal e a Procuradoria da República em Goiás (MPF-GO). O imóvel, de 44 mil metros quadrados de área total, terá estrutura mais compatível com a atual demanda do Poder Legislativo e da população que o visita. A criação de novos espaços eliminará gastos com reformas estruturais e reparos constantes, e abrigará de forma mais adequada os gabinetes parlamentares, as comissões temáticas, os auditórios, a sala de imprensa e outras importantes áreas que contribuem para o funcionamento da Casa de Leis.
09/11/2018 (00:00)
Visitas no site:  2159118
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia