Segunda-feira
18 de Dezembro de 2017 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

TJAP, MP e GEA celebram Acordo de Cooperação Técnica para combater a revitimização de crianças e adolescentes

O Tribunal de Justiça do Amapá firmou, nesta quarta-feira (06), um grande Acordo de Cooperação Técnica para a promoção de ações interinstitucionais de combate à revitimização de crianças e adolescentes vítimas e/ou testemunhas de violência. Com foco no reforço do Programa Depoimento Especial, o documento inclui na cooperação, além da Justiça do Amapá: o Ministério Público Estadual (MP-AP), por meio da Procuradoria-Geral de Justiça; a Defensoria Pública Estadual (Defenap); a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp); e a Delegacia Especializada em Repressão de Crimes Praticados Contra a Criança e o Adolescente (DERCCA). O documento estabelece obrigações a cada participante de forma a promover com o máximo de eficiência e dedicação o planejamento, execução, fiscalização de ações do Acordo, com ênfase na disponibilização de capital humano qualificado. A cooperação técnica, com prazo previsto de 60 meses (contando da assinatura), não implica em transferências de recursos entre as instituições signatárias nem gera direito a indenizações a nenhum dos parceiros. Entre os atribuições do TJAP estão: por meio da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude – o planejamento e otimização dos Núcleos de Depoimento Especial, a promoção da interlocução entre as instituições participantes e a coordenação da avaliação continuada da prática do depoimento especial e desempenho dos entrevistadores; por meio da Corregedoria Geral de Justiça – regulamentar, por Ato Conjunto com a Presidência do TJAP, o programa no âmbito do TJAP, fiscalizar a execução do Programa no âmbito de sua competência; entre persas outras. Além do desembargador-presidente Carlos Tork, também assinaram este Acordo de Cooperação Técnica: o Procurador-Geral de Justiça do MP-AP, Márcio Augusto Alves; o Defensor Público Geral do Estado, Horácio Maurien Ferreira de Magalhães; a Delegada-Geral de Polícia Civil do Estado do Amapá, Maria de Lourdes Sousa; e o titular da a Delegacia Especializada em Repressão de Crimes Praticados Contra a Criança e o Adolescente, delegado Daniel Melo Mascarenhas.
07/12/2017 (00:00)
Visitas no site:  1188446
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia