Domingo
23 de Setembro de 2018 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Últimas notícias

Neto Evangelista entrega ao MPF relatório que pede manutenção do convênio entre a Cemar e a CEF 18h35

O deputado Neto Evangelista (DEM) entregou, na manhã desta quinta-feira (12), ao procurador do Ministério Público Federal (MPF), Hilton Araújo, na sede do órgão, o relatório da audiência pública sobre a rescisão de convênio firmado entre a Caixa Econômica Federal e a Companhia Energética do Maranhão (CEMAR). A audiência aconteceu no dia 28 de junho e foi proposta e coordenada pelo parlamentar democrata, que debateu as consequências de um possível rompimento dessa parceria. De acordo com o deputado, a quebra do contrato poderá prejudicar consumidores, principalmente no interior do Estado que, além das contas de energia, pagam outras taxas de serviços públicos e recebem benefícios sociais, como Bolsa Família. “As agências bancárias não chegam em todos os municípios maranhenses, mas as lotéricas, sim. Lá, podem ser pagas as contas de luz e, também, podem ser feitos saques dos benefícios sociais. Para que os cidadãos não fiquem prejudicados com a quebra desse canal, é necessário que as partes cheguem a um entendimento. Estamos confiantes de que o MPF vai se posicionar diante do caso e evitar que esse caos social aconteça no Maranhão”, enfatizou Neto Evangelista. Para a presidente do Sindicato das Casas Lotéricas, Lúcia Regina Guimarães, a quebra do contrato entre a Caixa e a Cemar poderá gerar um caos no Estado, como o fechamento de unidades nos pequenos municípios e a dificuldade de acesso aos consumidores que não possuem conta bancária. “Esperamos que o MPF tome as providências necessárias para evitar que milhares de famílias sejam prejudicadas”, acrescentou. O procurador Hilton Araújo parabenizou a iniciativa do deputado em realizar a audiência pública para debater o tema com a sociedade e disse que o Ministério Público Federal analisará o relatório e tomará as providências cabíveis. “É um tema de grande relevância social que precisa ser amplamente analisado”.      
12/07/2018 (00:00)
Visitas no site:  1950214
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia