Quarta-feira
08 de Abril de 2020 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
26ºC
Min
21ºC
Chuva

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
26ºC
Min
21ºC
Nubl. c/ Poss. de Ch

Sexta-feira - Rio de Janeir...

Máx
26ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
25ºC
Min
22ºC
Chuvas Isoladas

Controle de Processos

TRF3 RECEBE TRÊS PRÊMIOS NA X EDIÇÃO DO “CONCILIAR É LEGAL”

O Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3) recebeu, no último dia 18 de fevereiro, premiação em três categorias na X Edição do “Conciliar é Legal”, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ): Demandas Complexas e Coletivas, maior índice de conciliação nos 12 meses anteriores à Semana Nacional da Conciliação em 2019 e mais acordos homologados durante o mesmo evento. Presente à cerimônia, realizada na sede do CNJ, em Brasília, o Coordenador da Central de Conciliação de São Paulo, Juiz Federal Bruno Takahashi, afirmou que o reconhecimento do Conselho mostra que o TRF3 está alinhado à política nacional de conciliação, definida pela Resolução CNJ n.º 125/2010. Ao receber os prêmios em nome da 3.ª Região, o Juiz Federal lembrou o compromisso permanente da instituição com essa política pública nacional. O presidente da Comissão Permanente de Solução Adequada de Conflitos do CNJ, Conselheiro Henrique Ávila, disse que o prêmio contribui para mudar a cultura de judicialização excessiva que predomina no país. De acordo com ele, a cultura do litígio está mudando no Brasil desde que o Conciliar é Legal foi instituído, há dez anos. “Esse é um movimento que vem para o bem do Poder Judiciário e das partes, para a solução de litígios.” O prêmio é conferido anualmente pelo CNJ com o objetivo de identificar, disseminar e estimular os métodos consensuais de resolução de conflitos. Na décima edição do Conciliar é Legal, 46 práticas entraram na disputa. O Comitê Gestor da Conciliação realizou a escolha por meio de votação virtual, no período de 22 a 27 de janeiro de 2020. O prêmio também foi entregue aos tribunais que alcançaram índices expressivos de conciliação durante a Semana da Conciliação ao longo do ano. Conheça as Práticas Vencedoras do TRF3 O TRF3 recebeu prêmios pelo maior índice de conciliação nos 12 meses anteriores à Semana Nacional da Conciliação, realizada entre 4 e 8 de novembro de 2019, e pela quantidade de acordos homologados durante o evento. Na modalidade “Demandas Complexas e Coletivas”, foi vencedora a prática “Religiões Afro: Direito de Resposta”, realizada pelo Gabinete da Conciliação da Justiça Federal na 3.ª Região (GABCON), que é coordenado pelo Desembargador Federal Paulo Fontes. A prática é resultado do acordo homologado em ação civil pública, pelo GABCON, em dezembro de 2018. Esse acordo estabeleceu que a Rede Record e Rede Mulher (atual Record News) produzissem e exibissem quatro programas de televisão, a título de direito de resposta coletivo às religiões de matriz africana, por ofensas transmitidas na programação das emissoras. Assista aos vídeos: Programa 1 Programa 2 Programa 3 Programa 4 Veja aqui todos os ganhadores na X edição do Conciliar é Legal.  Fotos: Gil Ferreira/Agência CNJ O Conselheiro Henrique Ávila entrega ao Juiz Federal do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3), Bruno Takahashi, o certificado de premiação pelo alcance do maior índice de composição consensual nos 12 meses anteriores à realização da XIV Semana Nacional de Conciliação O Conselheiro Marcos Vinicius Jardim entrega ao Juiz Federal Bruno Takahashi o certificado de premiação pela quantidade de acordos homologados durante a Semana Nacional de Conciliação A Conselheira Cristiana Ziouva entrega o certificado de premiação ao Juiz Federal Bruno Takahashi, representando o Desembargador Federal Paulo Fontes, vencedor na categoria "Demandas Complexas ou Coletivas"      Assessoria de Comunicação Social do TRF3 Com informações do CNJ
21/02/2020 (00:00)
Visitas no site:  6565534
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia