Sábado
20 de Julho de 2024 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Chuva

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
35ºC
Min
27ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

TJPR lança aplicativo para magistrados

TJPR LANÇA APLICATIVO PARA MAGISTRADOS App TJPRjus dará mais agilidade ao andamento dos processos, garantindo maior eficiência à prestação jurisdicional   12/08/2023   Atualizado há 179 dias Na sexta-feira (11/8), data em que se celebra o Dia do Advogado e do Magistrado, o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) lançou o aplicativo de celular TJPRjus. A ferramenta voltada aos magistrados dará mais agilidade ao andamento dos processos, garantindo maior eficiência à prestação jurisdicional.    Numa cerimônia que reuniu persas autoridades, realizada no Salão de Atos, o presidente do TJPR, desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, lançaram oficialmente o aplicativo com a assinatura do primeiro ato jurídico por meio da ferramenta, liberando, desta forma, o app para uso dos magistrados.    “A tecnologia avança exponencialmente. E diante dessa realidade é preciso preparar-se. É nesse sentido que o TJPR busca se inserir, orientado para as soluções móveis que permitam facilitar e melhorar a atividade de toda a magistratura paranaense.  O tribunal, que possui uma área de inovação modelo e um dos maiores e mais especializados departamentos de tecnologia da informação e comunicação, trabalha incansavelmente para disponibilizar recursos e metodologias de ponta ao Poder Judiciário Paranaense”, disse o presidente do TJPR.    “A apresentação de um aplicativo que simplifica e dá celeridade e, portanto, responde uma demanda de eficiência e de qualidade maior na prestação jurisdicional, é muito simbólica que seja nessa data que reúne a celebração da advocacia e da magistratura e encontra uma ponte na inovação tecnológica”, destacou o ministro Fachin.  Também participaram no evento, compondo o dispositivo de autoridades, o Procurador Geral de Justiça do Paraná, doutor Gilberto Giacóia; o ouvidor da OAB nacional, conselheiro federal e presidente do Coadem, doutor José Augusto Araújo de Noronha; a 1ª vice-presidente do TJPR, desembargadora Joeci Machado Camargo; o ouvidor do TJPR, desembargador Ruy Alves Heniques Filho; o vice-diretor da Escola Judicial do Paraná (Ejud-PR), desembargador Rogério Etzel; e o presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar), doutor Jederson Suzin.  Sobre o App TJPRJus  Desenvolvido conjuntamente entre o Ateliê de Inovação e o Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC), o aplicativo permitirá aos magistrados e magistradas que visualizem todos os seus processos em um único lugar. Pelo próprio celular, será possível assinar acórdãos, declarar votos e proferir conclusões de 1º e 2º graus.  O TJPRjus está regulamentado pela Resolução 281/2019, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e pela Resolução 232/2019, do TJPR. O aplicativo, disponível nas lojas Apple e Android, conta com acesso seguro com login e senha específica do magistrado, além do código para o duplo fator de segurança. O app também é programado para funcionar apenas em celulares com biometria ativada (por impressão digital ou reconhecimento facial). “O aplicativo atende uma demanda de muitos magistrados. Eles precisavam ter uma agilidade maior para poder acessar e acompanhar os processos. Então, havia essa demanda por mobilidade, e a forma de alcançar isso é justamente utilizar aquilo que todo mundo carrega junto consigo: o celular”, explica o diretor do DTIC, Rafael Teigão.     Alinhado ao projeto Smart Justice e acompanhando as evoluções tecnológicas e demandas de colaboradores do judiciário e da sociedade, a ferramenta representa mais um processo inovador aplicado ao judiciário. "Todos os processos que foram utilizados para se chegar a esse resultado foram de inovação. Nós fizemos várias rodadas de design thinking e design sprint com os usuários magistrados para chegar ao melhor resultado e conceber toda a interface, toda a aplicabilidade que seriam entregues, para depois o DTIC fazer o desenvolvimento da parte de segurança e a parte de interface do usuário e conexão aos sistemas do Projudi", diz o diretor do Ateliê de Inovação, Leonardo Fogaça.    O TJPR possui também um aplicativo oficial voltado para os cidadãos que foi lançado em dezembro de 2022. Por meio dele, a população pode acessar informações básicas do tribunal, endereços e consultas processuais.  
12/08/2024 (00:00)
Visitas no site:  23221190
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia