Segunda-feira
24 de Fevereiro de 2020 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
30ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
33ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
25ºC
Chuva

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
29ºC
Min
23ºC
Chuva

Controle de Processos

"A advocacia é indispensável na era digital" é o lema do Comitê de Advocacia Digital da OAB/RS

“Como está na Constituição, o advogado e a advogada são indispensáveis à justiça. Por isso, é necessário que eles tenham esse protagonismo na era digital. Vamos dar à advocacia o poder essencial na tecnologia, pois ela precisa saber e se informar sobre essas mudanças”, disse o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, na reunião do Comitê de Advocacia Digital que aconteceu nesta terça-feira (21), na sede da Ordem gaúcha. O Comitê foi lançado no último dia 10, durante a gravação do episódio do OABCast sobre Inteligência Artificial. Com o intuito de agregar tecnologia a todas as funções existentes na advocacia, através de informação, convênio com outras instituições e proposições legislativas, o Comitê inicia suas atividades com persas ações para fortalecer a advocacia digital, sempre com foco nas prerrogativas. Segundo Breier, faltam informações sobre IA à advocacia, e esta encontra-se distante do assunto. “Nestas visitas que tenho feito aos escritórios, percebo esse distanciamento da área digital, principalmente a terceira geração, que são pessoas que dependem da informação. Nosso desafio é promover o trabalho institucional, agregar, somar e, acima de tudo, estar próximo da advocacia”, disse Breier. O Comitê de Advocacia Digital é presidido pelo professor de Direito da PUCRS Juarez Freitas e conta com o secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luis Lamb; o presidente da Comissão Especial de Proteção de Dados e Privacidade (CEPDP), André Pontin; e o presidente da Comissão de Direito da Tecnologia e Inovação (CDTI), Filipe Mallmann, como membros. Conforme Freitas, as ações do Comitê possuem três etapas: (1) A sensibilização para o tema de IA na advocacia; (2) a capacitação, na qual a educação tem um papel essencial; e (3) a criação de proposições legislativas, seja no âmbito federal ou estadual. “Nós precisamos fazer a travessia de 83 mil advogados para a área digital e depois fazer a travessia nacional. Esse é um Comitê agregador, por isso queremos juntar nossas expertises, tudo que alcançarmos, às outras Seccionais. Tudo isso para fortalecer a advocacia digital”, disse Freitas. Para Lamb, a criação do Comitê de Advocacia Digital representa um grande impacto para a sociedade. “Costumo dizer que as organizações que não se apresentarem como organizações de conhecimento não terão mais valor. Por isso que este Comitê tem um forte apelo social e contribui para uma mudança cultural necessária na nossa sociedade, afinal precisamos alertar sobre o impacto econômico e social que a tecnologia promove”, disse.  
21/01/2020 (00:00)
Visitas no site:  6040373
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia