Sexta-feira
23 de Outubro de 2020 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
28ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
29ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
24ºC
Min
22ºC
Nublado

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
26ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

CAA-PB repudia agressões de delegados, se solidariza com advogados atacados e se associa à posição firme da OAB em defesa de seus filiados

A Caixa de Assistência dos Advogados da Paraíba (CAA-PB) se posicionou, neste sábado (26), contra as agressões praticadas, nessa sexta-feira (25), por delegados contra advogados e membros da Comissão de Prerrogativas da Instituição na Central de Polícia do Estado. A CAA-PB repudia a postura dos membros da Polícia Civil e cobra uma investigação rigorosa dos fatos e punição exemplar dos agentes públicos violadores das prerrogativas da advocacia. As agressões, físicas e verbais, foram iniciadas na noite da última quinta-feira (24), quando uma delegada plantonista não permitiu que um advogado tivesse acesso ao seu cliente, numa flagrante violação ao artigo 7º, III, do Estatuto da OAB (Lei 9806/94). Em seguida, na manhã de ontem, o esposo da delegada, que também é delegado, chegou a ameaçar de morte o advogado. Revoltados com a postura reprovável dos delegados, membros da Comissão de Prerrogativas da OAB-PB foram a Central de Polícia registrar um Boletim de Ocorrência, mas foram impedidos e novamente agredidos, entre eles os presidentes das Comissões de Defesa das Prerrogativas e da Justiça Criminal. Alguns advogados tiveram roupas rasgadas, foram detidos e um celular foi apreendido. "A advocacia paraibana não aceita essa postura lastimável de membros da Polícia Civil e repudia agressões contra as prerrogativas dos advogados, por isso nos solidarizamos com a deliberação da Seccional paraibana de adotar todas as medidas necessárias, criminais e administrativas, visando a imediata apuração e punição de todos aqueles que tenham abusado da autoridade e agredido advogados no exercício de sua função e os que exerciam cargos de representação da Ordem", afirmou Assis Almeida, presidente da CAA-PB.
26/09/2020 (00:00)
Visitas no site:  8925582
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia