Quarta-feira
17 de Abril de 2024 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Chuva

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
35ºC
Min
27ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

Confira a pauta de julgamentos do STF desta quarta-feira (28)

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quarta-feira (28) o julgamento de três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 7228, 7263 e 7325) que questionam critérios de distribuição das sobras eleitorais para ocupação de vagas não preenchidas no sistema proporcional. Também está prevista a fixação da tese de repercussão geral da decisão sobre a necessidade de motivação para demissão de empregado concursado de empresa pública ou sociedade de economia mista. A maioria dos ministros entendeu que a pessoa tem o direito de saber formalmente o motivo pelo qual está senda desligada. A tese de repercussão geral deverá ser seguida por todas as instâncias, em processos que discutam tema semelhante.Ações que compõem a chamada “pauta verde”, que cobram a necessidade de um plano governamental para preservação dos biomas Amazônia e Pantanal, e o processo que trata da revisão da vida toda de benefícios previdenciários também estão listados para julgamento.A sessão tem transmissão ao vivo pela TV Justiça, pela Rádio Justiça e pelo canal do STF no YouTube, a partir das 14h.Confira, abaixo, a lista de todos os processos pautados para julgamento:  Recurso Extraordinário (RE) 688267 - Repercussão geral (Tema 1.022)Relator: ministro Alexandre de MoraesJoão Erivan Nogueira de Aquino x Banco do Brasil S/AO colegiado se reunirá para a fixação da tese de repercussão geral referente à decisão de que a demissão sem justa causa de empregados de empresas públicas e sociedades de economia mista, admitidos por concurso público, deve ser devidamente motivada. Saiba mais aqui.Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 7228, 7263 e 7325 - Retorno de vistaRelator: ministro Ricardo Lewandowski (aposentado)Partidos políticos questionam a constitucionalidade de alterações promovidas no Código Eleitoral que tratam da distribuição das sobras eleitorais (vagas não preenchidas pelos critérios do sistema proporcional). Julgamento será retomado com o voto-vista do ministro André Mendonça. Saiba mais aqui.Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 760 – Retorno de vistaRelatora: ministra Cármen LúciaPartido Socialista Brasileiro (PSB) e outros x União Federal.Ação questiona atos da União - Ministério do Meio Ambiente e órgãos federais como Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biopersidade (ICMBio) e Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) – relativos à execução de plano de prevenção ao desmatamento na Amazônia. O julgamento será retomado com o voto-vista do ministro André Mendonça. Saiba mais aqui. Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) 54 – Retorno de vistaRelatora: ministra Cármen LúciaRede Sustentabilidade x presidente da República e ministro do Meio AmbienteO partido alega omissão do presidente da República e do ministro do Meio Ambiente em impedir o avanço do desmatamento na Amazônia. O julgamento será retomado com o voto-vista do ministro André Mendonça. Saiba mais aqui. Arguições de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPFs) 743, 746 e 857Relator: ministro André MendonçaRede Sustentabilidade e Partido dos Trabalhadores (PT) x UniãoAs ações pedem que seja determinada à União a tomada de providências e a elaboração de plano de prevenção e combate às queimadas nos biomas Pantanal e Amazônia. Saiba mais aqui. Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) 63Relator: ministro André MendonçaProcuradoria-Geral da República x Congresso NacionalA PGR alega omissão do Congresso Nacional na edição de lei que regulamenta parte do artigo 225 da Constituição Federal, que assegura a proteção de biomas como o Pantanal mato-grossense quanto à exploração de recursos. Saiba mais aqui. Recurso Extraordinário (RE) 1276977 - Embargos de Declaração - Repercussão geral (Tema 1.102)Relator: ministro Alexandre de MoraesInstituto Nacional do Seguro Social (INSS) x Vanderlei Martins de MedeirosO Plenário analisa embargos de declaração propostos pelo INSS na decisão que admitiu a aplicação da “revisão da vida toda” para aposentadorias e benefícios de quem contribuía para a previdência antes de 26/11/1999. Saiba mais aqui. Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 2110 e 2111Relator: ministro Nunes MarquesPartido Comunista do Brasil (PCdoB) e outros x Presidentes da República e do Congresso NacionalAs ações questionam alterações na Lei dos Planos de Benefícios da Previdência Social (Lei 8.213/1991) introduzidas pela Lei 9.876/1999 sobre contribuição previdenciária de contribuinte inpidual e cálculo do benefício. Entre os pontos de questionamento, estão a carência para gozo do salário-maternidade, a ampliação do período básico de cálculo do fator previdenciário, a exigência de apresentação anual de atestado de vacinação obrigatória e a comprovação de frequência escolar de dependente para o pagamento do salário-família. Saiba mais aqui. Recurso Extraordinário com Agravo (ARE) 1042075 – Repercussão geral (Tema 977) – Retorno de vistaRelator: ministro Dias ToffoliMinistério Público do Rio de Janeiro x Guilherme Carvalho FariasO recurso discute a licitude de prova obtida por meio de perícia em aparelho celular encontrado fortuitamente no local do crime e a eventual violação do sigilo das comunicações no acesso à agenda telefônica e ao registro de chamadas sem autorização policial. O julgamento será retomado com o voto-vista do ministro Alexandre de Moraes. Saiba mais aqui.Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 2943Relator: ministro Edson FachinPartido Liberal (PL) x Presidentes da República e do Congresso NacionalQuestiona ato normativo que atribui a órgão do Ministério Público as funções de polícia judiciária. O colegiado vai decidir se o Ministério Público tem poderes de investigação criminal e se a aplicação subsidiária das normas da Lei Orgânica do Ministério Público da União aos Ministérios Públicos dos estados ofende a autonomia dos estados-membros.Sobre o mesmo tema semelhantes serão julgadas também as ADIs 3309, 3318, 3329,3337,3034, 2039 e 3317. Saiba mais aqui. 
28/02/2024 (00:00)
Visitas no site:  22333384
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia