Quinta-feira
25 de Fevereiro de 2021 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Coordenadoria da Mulher inicia parceria com a UFMS

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar em MS, sob a responsabilidade da juíza Helena Alice Machado Coelho, está preparando mais uma parceria para expandir uma ação que apresenta muitos resultados positivos: o programa Dialogando Igualdades. Para isso, a juíza reuniu-se com a professora Katia Bazzano, do curso de Psicologia da Universidade Federal de MS (UFMS) com intuito de construir a parceria para construção do termo de cooperação e trocas de informações técnicas sobre a facilitação dos grupos reflexivos.  A proposta é que a execução dos grupos reflexivos, atualmente realizado pelo Poder Judiciário, seja realizado pelos acadêmicos do último ano de Psicologia, com supervisão semanal pela professora responsável, a partir da metodologia utilizada pelo programa Dialogando Igualdades. A equipe técnica da Coordenadoria da Mulher ficará responsável pela capacitação teórica e prática dos acadêmicos que estarão nos grupos reflexivos, assim como atenderá em dúvidas na execução do programa. A magistrada destacou a importância de parcerias entre o Poder Judiciário e a universidade no enfrentamento à violência contra a mulher e principalmente na construção de uma cultura de equidade de gênero.  “Esta será uma oportunidade de ampliar o trabalho realizado com agressores/autores de violência doméstica no Dialogando Igualdades, um trabalho com qualidade e comprometimento na execução dos grupos. Temos as melhores expectativas de resultados animadores a partir dessa nova parceria”, disse Helena Alice.  A professora pontuou a importância dessa parceria para a formação profissional dos acadêmicos no contexto psicossocial e no desenvolvimento de pesquisas sobre os temas abordados. “Destaco ainda o sucesso obtido na parceria existente com a Coordenadoria da Infância e da Juventude, nos programas Dar à Luz e Minha história, minha vida. Será muito proveitoso ampliar as possibilidades de atuação no Dialogando Igualdades”, afirmou Katia.  Participaram também da reunião a assessora jurídica Rosimeire Batista da Silveira e a psicóloga Sandra Regina Monteiro Salles, responsável técnica do programa Dialogando Igualdades, ambas integrantes da equipe da Coordenadoria da Mulher. Entenda – Criado em novembro de 2017, o programa Dialogando Igualdades atualmente possui três grupos reflexivos ativos.  Cada grupo recepciona, no máximo, 16 participantes por encontro que respondem a processos de violência doméstica e familiar contra a mulher, os quais são encaminhados por determinação judicial. As reuniões são realizadas todas as segundas, terças e quintas-feiras, das 18h30 às 20h30. Em razão da pandemia causada pelo coronavírus, as reuniões foram suspensas temporariamente em março de 2020, contudo, a Coordenadoria da Mulher está preparando para breve a volta das reuniões, com a adoção de todas as medidas de biossegurança necessárias.
19/02/2021 (00:00)
Visitas no site:  10260838
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia