Terça-feira
16 de Agosto de 2022 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Corregedoria Nacional de Justiça encerra inspeção no TJGO

Após três dias de trabalho, a Corregedoria Nacional de Justiça encerrou a inspeção que verificou o funcionamento dos setores administrativos e judiciais do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) e as serventias extrajudiciais. A reunião de encerramento, aberta pelo presidente do TJGO, desembargador Carlos França, no Salão Nobre da Presidência, teve a participação virtual da corregedora nacional de Justiça, ministra Maria Thereza de Assis Moura. Ao agradecer a corregedora nacional de Justiça pelos trabalhos correcionais, Carlos França ressaltou que o TJGO  se colocou à inteira disposição, desde o início do procedimento, para mostrar os avanços alcançados e para atender os apontamentos que o Órgão Correcional apontar, visando aprimorar os serviços judiciários e administrativos. “A equipe da Corregedoria do CNJ é muito preparada, atenciosa e colaborativa. Receba meus cumprimentos, ministra Maria Thereza, e saiba que o Tribunal de Justiça de Goiás está sempre aberto ao aprimoramento e também à qualquer correção de rumo que seja necessária. E eventuais adequações necessárias   que possam ser apontadas pela Corregedoria Nacional de Justiça serão observadas pelo TJGO, porque buscamos sempre evoluir na nossa missão de alcançar a excelência na prestação jurisdicional”, pontuou. A corregedora nacional de Justiça, ministra Maria Thereza de Assis Moura, ressaltou que os três dias de trabalho da equipe trará bons frutos para o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. “Nós pudemos conhecer mais de perto a realidade do Judiciário do Estado com as visitas realizadas, a dinâmica dos serviços da Corte, as entrevistas realizadas nos gabinetes, nas varas. Considero relevante essa troca de experiências entre a Corregedoria Nacional e os tribunais. É muito interessante conhecer bem de perto a diferença entre os Estados, culturais e de boas práticas. Com esse trabalho, nós queremos colaborar com o funcionamento da justiça, angariar sugestões e experiências positivas para uma prestação jurisdicional que tenha uma excelência, que seja eficiente e ágil”, afirmou a ministra ao destacar boas práticas observadas, como os webinários com palestras e trocas de experiências, o Programa Anjo da Guarda e Programa Entrega Legal para a Adoção. Segundo a corregedora nacional de Justiça, “alguns pontos que merecem ajustes serão inseridos em relatório que será submetido à deliberação do Plenário do Conselho Nacional de Justiça e, em seguida, será publicado na página eletrônica do CNJ, quando então poderá ser consultado por todos os interessados”. O coordenador da inspeção, desembargador Octávio Campos Fisher, do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, agradeceu a acolhida do TJGO. “Tivemos três dias intensos de trabalho e fomos prontamente atendidos. O presidente Carlos França tem feito uma excelente gestão. Quero agradecer a equipe toda do CNJ e do TJGO. Todos nós colheremos bons frutos dessa troca de experiências”, afirmou. Também participou de forma presencial o desembargador Carlos Vieira Von Adamek, do Tribunal de Justiça de São Paulo. A reunião de encerramento da inspeção do CNJ contou também com a presença dos juízes auxiliares da Presidência do TJGO, Jussara Cristina de Oliveira Louza, Aldo  Sabino ; Reinaldo de Oliveira Dutra; e juízes auxiliares da Corregedoria-Geral da Justiça do TJGO, Gustavo Assis Garcia e Altair Guerra da Costa e  o diretor do Foro da comarca de Goiânia, juiz Heber Carlos de Oliveira;E, ainda, o diretor-geral da TJGO, Rodrigo Leandro da Silva; secretária-geral da Presidência, Dayhenne Mara Martins Lima Alves;  a secretária geral da Corregedoria-Geral de Justiça, Helenita Alves de Oliveira e Silva; o diretor de Planejamento e Programas da Coordenadora Geral de Justiça (CGJ-GO), Clécio Silva Marquez; a diretora de Recursos Humanos do TJGO, Wanessa Oliveira Alves; diretora administrativa do TJGO, Tatiana Rodrigues Ferreira; a coordenadora da assessoramento da Diretoria-Geral, Leandra Vilela Rodrigues Chaves; diretora de Planejamento e Inovação, Mislene Medrado de Oliveira Borges; diretor de Informática do TJGO, Anderson Yagi e o  diretor do Centro de Saúde, Paulo Henrique Fernandes. E, ainda, os juízes auxiliares da Corregedoria do CNJ, Daniel Vianna Vargas e Evaldo de Oliveira Fernandes Filho; a juíza auxiliar da Corregedoria do CNJ,  Maria Paula Cassone Rossi; diretora de Secretaria do CNJ, Joyce Meggiatto, e  assessores e assistentes do CNJ: Andrea Michelle do Carmo Alves, Eva Matos Pinho, Flávio Feitosa Costa, Igor Tadeu Silva Viana Stemler, Larissa Figueiredo Coelho Maia, Letícia Martins Silva, Mylena de Carvalho, Nathália Freitas Loureiro, Letícia Campos Guedes e Wellington José Barbosa Carlos. (Texto: Karinthia Wanderley/ Fotos: Wagner Soares- Centro de Comunicação Social do TJGO)    
01/07/2022 (00:00)
Visitas no site:  16366381
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia