Sábado
20 de Julho de 2024 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Chuva

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
35ºC
Min
27ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

Encontro de corregedores eleitorais em Macapá discute cooperação entre Regionais

A formação de um sistema de cooperação para vencer desafios comuns na prestação jurisdicional e no atendimento ao eleitorado. Com esse objetivo, corregedores eleitorais de todo o país estiveram reunidos nesta quinta e sexta (25 e 26) em Macapá, sede do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP). O vice-presidente e corregedor do TRE São Paulo, desembargador Silmar Fernandes, participou do 51° Encontro do Colégio de Corregedores Eleitorais do Brasil (CCORELB) e também discutiu ideias e inovações no âmbito das corregedorias.O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Benedito Gonçalves, prestigiou o evento e acompanhou as exposições sobre inovações jurisdicionais. Além do anfitrião do 51º CCORELB, o vice-presidente e corregedor regional eleitoral do TRE-AP, desembargador Carmo Antônio de Souza, estiveram presentes o presidente do TRE-AP, desembargador João Lages, e o presidente do colegiado, desembargador Fernando Wolff Bodziak, entre outras autoridades.Durante a abertura, os corregedores eleitorais conheceram a experiência do Tribunal Judiciário de Caiena, capital da Guiana Francesa, que faz fronteira com o Amapá. Cerca de 50 mil brasileiros vivem no território estrangeiro e, a cada eleição, cruzam a Ponte Binacional e voltam ao estado brasileiro do Norte para exercer o seu direito ao voto. Durante discurso, o presidente do Tribunal de Caiena, magistrado Mahrez Abassi, ressaltou que a Justiça é um grande Estado de Direito e, independente do país, precisa ser forte.Nesta sexta, os participantes puderam assistir a uma palestra sobre cibersegurança, proferida pelo secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Julio Valente. Ele detalhou as formas de combate ao aumento do número de ataques cibernéticos à Justiça Eleitoral. Ao fim do 51° Encontro do Colégio de Corregedores Eleitorais, houve a assinatura da Carta de Macapá, com propostas para a melhoria dos serviços prestados ao eleitorado.Representantes das corregedoriasO encontro teve início na quarta (24), com a reunião de representantes das corregedorias, conduzida pela secretária da Corregedoria-Geral Eleitoral, Roberta Maia Gresta. A atualização da Resolução TSE n° 7.651/65, que trata das atribuições do corregedor-geral e dos corregedores regionais, esteve no centro dos debates. A operacionalização e a compatibilização das normas com o gerenciamento do cadastro eleitoral foram outros assuntos abordados.Além disso, foram apresentados novos projetos realizados por alguns tribunais regionais, com destaque para a Central de Atendimento Virtual e Chatbot do TRE do Tocantins, que atendeu a mais de 50 mil pessoas desde 2021, e o programa de capacitação para liderança e gestão nos cartórios do TRE de Mato Grosso, sistema que aumentou a produtividade nas zonas.Da esq. para a dir., o corregedor regional eleitoral, des. Silmar Fernandes (TRE-SP), o ex-presidente do CCOELB, des. Luís Vitório Camolez (TRE-AC), e os corregedores regionais eleitorais des. Miguel Monico Neto (TRE-RO) e des. Fernando Wolff Bodziak (TRE-PR), atual presidente do CCOELBimprensa@tre-sp.jus.brCurta nossa página no Facebook Siga nosso Twitter oficial trespjusbrSiga nosso Instagram @trespjusSiga nosso TikTok @trespjusInscreva-se no nosso canal no YouTube
29/05/2023 (00:00)
Visitas no site:  23221629
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia