Segunda-feira
18 de Janeiro de 2021 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
34ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
32ºC
Min
26ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
30ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
30ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

ITINGA DO MARANHÃO - MPMA requer lotação de investigadores e escrivão em delegacia

A Promotoria de Justiça de Itinga do Maranhão ingressou, nesta quinta-feira, 3, com uma Ação Civil Pública contra o Estado do Maranhão, na qual requer a imediata lotação de pelo menos dois investigadores e um escrivão de polícia na delegacia do município. Na ação, o promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira afirma que é imensa a movimentação de procedimentos policiais e processos criminais na comarca. Ao mesmo tempo, a delegacia de polícia de Itinga do Maranhão conta apenas com dois profissionais da carreira policial: um delegado e um investigador. Além disso, há seis servidores cedidos de outros órgãos que realizam as funções de escrivão, secretário, faxineira e vigilantes. De acordo com o membro do Ministério Público, a situação é caótica no município, que tem cerca de 30 mil habitantes e faz pisa com o estado do Pará. Pelo menos duas facções criminosas atuam no município de Itinga do Maranhão, de acordo com informações da própria Polícia Civil. Após o anúncio, em setembro deste ano, da nomeação de delegados, investigadores, escrivães, peritos e odontolegistas, tanto a Secretaria de Segurança Pública quanto a Superintendência de Polícia Civil do Interior deram respostas evasivas a respeito da lotação de servidores em Itinga do Maranhão, quando questionados pelo Ministério Público. Na Ação Civil Pública, a Promotoria pede a concessão de medida liminar nomeando ao menos dois investigadores e um escrivão para a delegacia, sob pena de multa diária, crime de desobediência e outras medidas coercitivas que sejam necessárias.
04/12/2020 (00:00)
Visitas no site:  9736585
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia