Terça-feira
28 de Setembro de 2021 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
28ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
31ºC
Min
23ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
27ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Rio de Janeir...

Máx
28ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

Justiça aceita denúncia contra mãe e filho acusados de matar dubladora em Ipanema

A juíza Viviane Ramos de Faria, da 1ª Vara Criminal da Capital, aceitou denúncia do Ministério Público contra o economista Pedro Paulo Gonçalves Vasconcellos da Costa e sua mãe Eliane Gonçalves Vasconcellos da Costa. Eles são acusados de matar, em julho deste ano, a dubladora Cristiane Louise de Paula da Silva, de 49 anos, no bairro de Ipanema, na Zona Sul do Rio. Mãe e filho vão responder por crime de feminicídio, homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. Na decisão, a magistrada também decretou a prisão preventiva de ambos.   Conforme a denúncia, a vítima foi morta dentro de seu apartamento em Ipanema. Pedro Paulo desferiu diversos golpes de instrumento perfurocortante por várias partes do corpo de Cristiane, provocando lesões que foram a causa de sua morte. Eliane, além de instigar seu filho a assassinar a dubladora, o ajudou a livrar-se do corpo, que foi encontrado em Grumari, na Zona Oeste.   “A ação evidencia um comportamento agressivo e violento, incompatível com o que se espera daqueles que estão aptos a viverem em sociedade. As circunstâncias em que o crime foi praticado demonstram a altíssima periculosidade social dos réus. Registre-se que os acusados providenciaram a ocultação do cadáver, solicitando o serviço de aplicativo Uber simulando um ritual religioso para que não fossem percebidos”, escreveu a juíza em sua decisão.   A magistrada também destaca que, logo após a morte da vítima, os acusados passaram a se comportar como proprietários do imóvel de Cristiane e que Eliane passou a utilizar a própria chave da dubladora para acessar a residência.    Além de mãe e filho, a juíza também aceitou a denúncia contra o motorista de aplicativo, Arthur Barros Marciano, por ocultação de cadáver.    Processo nº: 0180371-19.2021.8.19.0001  IA/MB
10/09/2021 (00:00)
Visitas no site:  12591248
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia