Quinta-feira
24 de Setembro de 2020 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
26ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Rio de Janeir...

Máx
29ºC
Min
19ºC
Nublado com Possibil

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
31ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
32ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

Justiça na Praça em Parnamirim promove diversos serviços até às 16h desta sexta-feira (6)

O Largo da Cohabinal, no município de Parnamirim, na Grande Natal, serviu de cenário, nesta sexta-feira (6), para a realização da 58ª edição do programa Justiça na Praça, realizado pelo Tribunal de Justiça do RN, por meio do seu Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (NAPS). Até às 16h, persos serviços estão sendo ofertados gratuitamente à população da terceira maior cidade do Rio Grande do Norte, com 261 mil habitantes, dentro das comemorações pelos 61 anos de sua emancipação política, cuja data oficial é o dia 17 de dezembro. O evento foi aberto com fogos de artifício, sucedidos pela orquestra sinfônica da cidade, que tocou os hinos Nacional e de Parnamirim. “Estamos em alegria em realizar esse evento justamente no aniversário de emancipação”, destacou a desembargadora Maria Zeneide Bezerra, coordenadora do NAPS e natural de Parnamirim, emocionada ao citar o trabalho do pai, carpinteiro, na construção de alguns prédios da Base Aérea - marco que inscreveu o nome da cidade na história como o “Trampolim da Vitória” na 2ª Guerra Mundial. Diversas instituições parceiras participam do Justiça na Praça, proporcionando um momento de acesso e promoção da cidadania. “Parnamirim está em festa. E o oferecimento de serviços à população é de suma importância no aniversário da nossa cidade”, afirmou o prefeito Rosano Taveira. Está é a quarta vez que o Município recebe uma edição do programa, iniciado no ano de 2007. No evento, a população também conta com a tradicional emissão de documentos, como carteira de identidade, CPF e título eleitoral. Para os primos Francisco Evangelista e Rosana Gomes, o evento é uma oportunidade de cadastrar currículos em busca de vagas de emprego. “Vamos tentar a segunda via da Carteira de Trabalho”, comentam. Além deles, cerca de 300 pessoas também buscaram retirar a 1ª via da Carteira de Identidade. Objetivo também tentado pela Regina Lúcia, moradora de Parnamirim. “Não sei se vai dar porque teve muita gente buscando o RG. Mas vou pedir informações aqui [Secretaria de Assistência Social] sobre como ter o Bolsa Família. Parei de receber em 2016, mas vou saber mais e tentar receber de novo”, disse a dona de casa. Dezenas de pessoas buscavam os serviços da Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ). “Não estabelecemos um número específico de atendimentos mas, até às 9h30, já tínhamos realizado procedimentos de pedidos de pensão, pórcios consensuais, dentre outros”, explicou a advogada Sâmoa Martins, próxima presidente da entidade. Dentro do Justiça na Praça também acontece o plantão jurídico, formado por magistrados, promotores de Justiça, defensores públicos, advogados e conciliadores para a resolução de conflitos apresentados pela população durante o evento. Atos processuais esses que ficaram sob a responsabilidade dos juízes Romero Rangel Piccoli e Fátima Soares. Além dos atendimentos no Largo da Cohabinal, estão agendadas 124 audiências para ocorrerem no Fórum Tabelião Otávio Gomes de Castro. O Justiça na Praça será encerrado com um casamento civil coletivo, marcado para às 16h, com a participação de 135 casais, a ser celebrado pelo juiz Valter Flor Júnior.
06/12/2019 (00:00)
Visitas no site:  8504100
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia