Sábado
20 de Julho de 2024 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Chuva

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
35ºC
Min
27ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

Mais de 200 unidades judiciárias goianas são agraciadas com o Prêmio Produtividade 2022

O trabalho da magistratura e do funcionalismo em prol da prestação jurisdicional de excelência foi celebrado nesta sexta-feira (26) com a entrega do Prêmio Produtividade 2022. O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Carlos França, participou da solenidade, que foi realizada no auditório do Pleno do TJGO, com a presença de representantes das unidades judiciárias premiadas com os selos Diamante, Ouro, Prata e Bronze. A cerimônia também foi prestigiada pelos desembargadores  Anderson Máximo de Holanda, Itamar de Lima, Roberto Horácio de Rezende, Lilia Mônica de Castro Escher, Eudécio Machado, Vicente da Rocha Junior; os juízes substitutos em 2º grau, Ronnie Paes, Altair Guerra, Wilson da Silva Dias; os juízes auxiliares da Presidência, Aldo Sabino Saad e Marina Buchdid, que conduziram a cerimônia de premiação, Reinaldo Dutra e Sirlei Martins; a presidente da Associação dos Magistrados de Goiás (Asmego), juíza Patrícia Carrijo; e o presidente do  Sindicato dos Servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás (Sindiustiça), Fabrício Duarte. Esforço e valorização"É com alegria que reconheço o esforço dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e terceirizados que contribuíram para que as unidades judiciárias pudessem receber esses prêmios. Não é fácil, nós magistrados sabemos o quanto é trabalhoso e o sacrifício exigido para se obter esse resultado que levou à premiação. Aqueles que não alcançaram o selo também se esforçaram. Recebam o meu reconhecimento e minha gratidão", ressaltou o chefe do Poder Judiciário, desembargador Carlos França. Para valorizar ainda mais o servidor, o presidente do TJGO anunciou que até o fim deste ano será encaminhado um novo Plano de Cargos e Salários à Assembleia Legislativa de Goiás. "Penso que é fundamental a valorização da magistratura e do corpo funcional. E iremos fazer a nossa parte, encaminhando à Alego o novo Plano de Cargos e Salários do Poder Judiciário Estadual. Vamos continuar avançando e prosseguiremos contando com a dedicação e colaboração de todos  os magistrados e servidores para continuarmos conquistando o Selo Diamante do CNJ", pontuou Carlos França. Asmego e SindijustiçaA presidente da Associação dos Magistrados de Goiás (Asmego), juíza Patrícia Carrijo, destacou que a premiação é motivo de orgulho e alegria. "Sabemos das batalhas diárias de todos vocês e esse prêmio é resultado do trabalho conjunto de todos os magistrados e servidores que se espelham na administração do presidente Carlos França, que tem feito uma gestão célere e dinâmica, que tem sido reconhecida pelo CNJ". O presidente do Sindjustiça, Fabrício Duarte, ressaltou o dinamismo do chefe do Poder Judiciário goiano e salientou a importância do reconhecimento interno dos colaboradores do TJGO com a premiação. "Passamos mais tempo com nossos colegas de trabalho do que com nossa família e nos sentimos valorizados com essa iniciativa. Podem ter certeza que a sociedade também reconhece o resultado desse esforço", pontuou. Reconhecimento da área administrativa Durante a solenidade, foi realizado um momento com ênfase nas atividades da área administrativa, destacando a importância da área meio para a conquista do Selo Diamante. Na ocasião, os quatro juízes auxiliares da Presidência do TJGO, o diretor-geral do TJGO, Rodrigo Leandro, a secretária-geral da Presidência, Dahyenne Mara, acompanhados dos demais diretores de área e servidores administrativos, entregaram ao desembargador Carlos França o certificado do Prêmio CNJ de Qualidade. PremiadosDas 215 unidades judiciárias premiadas, 70 receberam o Selo Bronze; 71 o Selo Prata e 64 o Selo Ouro de produtividade. No total, dez delas foram  agraciadas com o Selo Diamante. A  titular das varas de Fazenda Pública e Registro Público, de Família e Sucessões da comarca de Goiás, juíza Francielly Farias Morais, comemora a conquista do Selo Diamante. "A gente trabalha fazendo o melhor que pode e o prêmio veio como consequência. Que bom que o nosso trabalho está rendendo esse fruto", ressaltou a magistrada. A servidora Melissa de Fátima Batista, do 6º Juizado Especial Cível da comarca de Goiânia,  unidade que recebeu Selo Diamante pela segunda vez, diz que é uma grande emoção receber a premiação. “É uma coroação de um trabalho de muitos anos. Não só meu, mas de toda a equipe. Todos do 6º Juizado trabalham com paixão e com o coração", frisou.PresençasA solenidade de premiação contou ainda com as presenças do diretor do Foro da comarca de Goiânia, juiz Ricardo Nicoli; do juiz auxiliar da Corregedoria Geral, Gustavo Assis; da juíza Jussara Cristina Louza; diretores de área, magistrados, servidores e familiares dos premiados. Veja a relação completa das unidades judiciárias premiadas:   (Texto: Karinthia Wanderley – fotos: Acaray Martins, Agno Santos, Girlaydy Costa/ Centro de Comunicação Social do TJGO) Veja galeria
26/05/2023 (00:00)
Visitas no site:  23221761
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia