Terça-feira
02 de Março de 2021 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
31ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
33ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
33ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Rio de Janeir...

Máx
33ºC
Min
24ºC
Chuva

Controle de Processos

OAB na TV debate publicidade na advocacia

Uns dos assuntos de dúvida entre a advocacia, os cuidados com a publicidade foram debatidos no OAB na TV desta quarta (27). O programa recebeu o presidente da Comissão Fiscalizadora do Exercício Profissional, José Henrique, que esclareceu as principais questões ligadas ao tema.Apresentado por Milena Barreto, o OAB na TV é realizado em parceria com a Fundação Paulo Jackson e Assembleia Legislativa da Bahia e vai ao ar todas as quartas-feiras, no perfil da Seccional no Instagram. José Henrique explicou que, por ter suas peculiaridades, a advocacia precisa de limites na publicidade. "O advogado é o último recurso do cidadão. Ele reflete a esperança do cidadão. Por isso sua dignidade, honra e nobreza têm que ser preservadas e por isso precisam ser respeitadas as regras do Código de Ética e do Provimento nº 94/2000 da OAB", explicou.Para os que desejam dicas, o advogado disse que é preciso haver moderação. "Você precisa ponderar e ver se, aquilo for feito pelo seu concorrente, te causará repulsa. Tem que haver razoabilidade. Não é o fato de estar toda hora na rede social que vai fazer aparecer trabalho para o profissional", pontuou.  José Henrique afirmou, ainda, que o uso das redes sociais é permitido, desde que sejam respeitadas as regras. "As redes estão amparadas pelas normas, o que não quer dizer que todos os seus recursos estejam liberados. O uso é permitido, desde que enriqueça o público e não ofenda a dignidade e honra da profissão", observou.Sobre o caso específico das propagandas na televisão, o advogado disse não refletir a qualidade dos profissionais. "Nem todos têm a oportunidade de pagar por uma propaganda televisiva, então não existe igualdade de oportunidade, além de não traduzir a qualidade do serviço ofertado pelo advogado", explicou.Por fim, José Henrique disse que a melhor propaganda é o trabalho prestado. "Marketing pessoal, normalmente, não traduz o que é a pessoa. Existe toda uma equipe nos bastidores. O que vai fazer crescer seu negócio, então, é seu desempenho profissional. É a partir do seu trabalho que o cliente irá te procurar", concluiu.
27/01/2021 (00:00)
Visitas no site:  10305407
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia