Sexta-feira
25 de Setembro de 2020 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
30ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
32ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
34ºC
Min
19ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
36ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Controle de Processos

Programa Saúde na Hora inclui novo formato de funcionamento para as Unidades de Saúde da APS

A Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, atualizou o Programa Saúde na Hora, que tem o objetivo de ampliar o acesso da população à Atenção Primária à Saúde (APS), porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS). A mudança acontece com a publicação da Portaria nº 397 de 16 de março de 2020, com o objetivo de fortalecer a resposta da APS frente à epidemia do Novo Coronavírus e desafios futuros semelhantes. A partir desta publicação, há a atualização do programa em relação ao novo financiamento com a alteração dos valores do incentivo financeiro, que passam a ser transferidos por unidade conforme modalidade de adesão. Já as Unidades de Saúde que possuem pelo menos duas equipes, seja eSF ou eAP (20h ou 30h), também podem expandir o horário de funcionamento para 60h semanais, abrindo durante a noite ou aos finais de semana. Antes, somente as Unidades que possuíam três ou mais equipes podiam aderir ao programa. O pagamento adicional para essa nova modalidade é de R$ 15.000,00 mensal por unidade, considerando a obrigatoriedade de informatização, com prazo de 12 meses para utilização ou implantação de Prontuário Eletrônico. A proposta é que haja a oferta imediata de serviços médicos e de enfermagem em todo o horário de funcionamento, com monitoramento eletrônico via sistema eSUS/SISAB, reflexo dos esforços da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (Saps/MS) pela informatização da Atenção Primária à Saúde.  O cenário potencial é de que aproximadamente 40 milhões de pessoas sejam beneficiadas, e de que haja o reforço da capacidade assistencial de localidades com casos confirmados de Coronavírus, com investimento de R$ 900 milhões. Estima-se que, com a ampliação, cerca de 17 mil equipes da atenção primária atuarão em horário ampliado, correspondendo a 40% do total de equipes. Gestor, solicite a adesão ao Programa Saúde na Hora aqui  Para baixar, clique aqui
Visitas no site:  8533639
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia