Sexta-feira
04 de Dezembro de 2020 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
30ºC
Min
27ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
26ºC
Min
25ºC
Chuva

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
26ºC
Min
24ºC
Chuva

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
25ºC
Min
22ºC
Chuva

Controle de Processos

Tire todas as suas dúvidas sobre o Pix

BC lança página especial do pagamento instantâneo, com conteúdo voltado para correntistas, participantes e empresários.O que é o tal do Pix que o povo tanto fala? O Banco Central (BC) lançou uma página especial na internet para tirar todas as dúvidas sobre o novo meio de pagamento que estreia em novembro deste ano. Acesse o portal.O Pix é uma mistura de TED com cartão de débito, com mais vantagens. Por meio do novo pagamento instantâneo, o valor da transferência está disponível na conta do recebedor em até dez segundos, dando a ele e ao pagador a certeza imediata de que a transação foi completada.“Assuntos especiais merecem tratamento especial”, avalia André Nunes, chefe de pisão no Departamento de Comunicação, do BC. “Por isso, desenhamos a página com um layout próprio, que apresenta tudo o que as pessoas precisam saber sobre o Pix.”Recursos do PixO Pix tem camadas adicionais de segurança, alinhadas com as novas tecnologias. Além da proteção de sempre da rede do Sistema Financeiro Nacional, o Pix conta com técnicas de biometria, autenticação de dois fatores e reconhecimento facial.Tamanha segurança não abre mão de conveniência. O cliente tem a opção de cadastrar chaves Pix, um método ágil de identificação do recebedor da transação. Em vez de preencher um questionário com agência, conta e CPF, basta ao pagador inserir uma chave Pix do recebedor. Essa chave substitui todos os outros dados na identificação da conta de destino.Os correntistas podem cadastrar chaves quando quiserem e se quiserem. Ela não é pré-condição indispensável para fazer um Pix, que pode ser feito com inserção manual de dados. Tampouco há necessidade de as pessoas e empresas “aderirem” ao Pix. Quem adere é a instituição que mantém a conta (bancos, financeiras, cooperativas e instituições de pagamento).Portanto, a única providência que as pessoas precisam tomar para usar o Pix é certificar-se de que tanto a instituição do pagador quanto a do recebedor atenderam aos requisitos do Banco Central. A lista mais recente está aqui.Participantes e empresáriosA nova página lançada pelo BC possui dois ambientes específicos para as instituições participantes e para empresários.“São muitos detalhes que as instituições financeiras e de pagamento precisam observar”, alerta Natacha Gadelha, assessora no Departamento de Competição e Infraestrutura do Mercado Financeiro do BC. “A nova página auxilia no esclarecimento dessas informações, sem prejuízo da regulação formalizada nas normas.”“Queríamos algo que alcançasse todos os públicos”, explica Camila Barros, assessora no Departamento de Comunicação, do BC. “Todos eles serão contemplados na página: do cidadão que está sendo incluído financeiramente agora até grandes varejistas.”
23/10/2020 (00:00)
Visitas no site:  9400524
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia