Terça-feira
16 de Agosto de 2022 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Últimas notícias

Sala da Justiça Móvel de Trânsito leva nome de servidor que criou a unidade, José Simões de Lima Júnior

José Simões de Lima Júnior, que era servidor do Judiciário goiano e faleceu no ano passado, foi homenageado, na última segunda-feira (27), durante cerimônia de descerramento da placa que leva o seu nome, e que fica na porta de entrada da sala da Justiça Móvel de Trânsito. O ato simbólico aconteceu na sede do TJGO, no Setor Oeste, em Goiânia, local onde o funcionário era coordenador da Justiça Móvel de Trânsito, unidade criada para atender acidentes com veículos automotores que não envolvessem vítimas. Júnior, como era conhecido pelas servidoras e servidores da Justiça Móvel de Trânsito do TJGO, faleceu em fevereiro de 2021, aos 51 anos, vítima de câncer. O nome dele, a partir de agora, dá nome à sala da Justiça Móvel, onde ele autuou e se dedicou por persos anos Agir com coração A coordenadora da JMT, Adriana Dias de Medeiros, contou que o colega de sala era um servidor de excelência. “Não existia Justiça Móvel de Trânsito sem o Júnior, e nem ele sem a Justiça Móvel, já que era atuante e preocupado com a conciliação”, afirmou. A servidora lembra que no período em que trabalhava na equipe do Júnior como conciliadora, o profissional dizia durante os atendimentos para que ela atuasse nas ocorrências com o coração, uma vez que no momento do acidente de trânsito as partes estão com os ânimos alterados. “O Júnior sempre pedia para que nós agíssemos com o coração, já que ele amava o trabalho dele”, destacou. O agente municipal de trânsito, Wender Caixeta de Castro, comentou que passou a prestar serviço na equipe do Júnior, após ter sido emprestado pela Prefeitura de Goiânia, mediante um convênio firmado entre os dois poderes. Narrou que Júnior era uma gestor padrão, uma vez que não só auxiliava, mas orientava sobre as medidas a serem feitas para que nenhum dos envolvidos no acidente fosse prejudicado. "Ele, como gestor, era uma pessoa justa e íntegra”, ressaltou. Já Marco Antônio Nobre, motorista terceirizado da unidade, explicou que o anterior coordenador da Justiça Móvel, José Simões Júnior, foi um gestor que acolhia o funcionário. Além dele, a conciliadora Larissa Caixeta de Souza destacou a atuação do ex-coordenador, haja vista que estava sempre pronto a ajudar os funcionários da unidade. “Ele era uma pessoa que podíamos contar sempre que necessitávamos. Podíamos contar com ele para tudo, já que era um profissional honesto e íntegro", frisou. De acordo com ela, a mediação para Júnior era o melhor caminho a se buscar. Homenagem A coordenadora Adriana Dias de Medeiros acredita que o nome de José Simões de Lima Júnior na placa que identifica a sala da Justiça Móvel de Trânsito é uma forma de simbolizar o trabalho prestado por Júnior. "Ele doava a sua vida para a unidade. Se deixasse, ele trabalharia dia e noite", sustentou. Assim como ela, o servidor Wender considerou a homenagem justa, pois ele foi o precursor da implantação da Justiça Móvel. “Ele batalhou muito para que a Justiça Móvel existisse e desse continuidade aos trabalhos desenvolvidos pela unidade. Aqui era a segunda família dele, e essa homenagem nos faz lembrar dele”, frisou. Criação da Justiça Móvel O homenageado José Simões de Lima Júnior começou a trabalhar no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) aos 18 anos. No ano 2000, ele criou, em conjunto com a então juíza Doraci Lamar,  a Justiça Móvel de Trânsito, passando a ser o coordenador da unidade. O projeto tem como iniciativa diminuir o número de demandas cíveis de indenização por danos em acidentes de trânsito, resolver com rapidez e eficiência as questões relativas a acidentes de trânsito e contribuir para a educação no trânsito e a redução das reincidências nos acidentes. “Naquela época, eles tiveram outras visões, abrindo outros campos como a Cejusc”, explicou Adriana Dias de Medeiros. (Texto/fotos: Acaray Martins - Centro de Comunicação Social do TJGO)
01/07/2022 (00:00)
Visitas no site:  16367167
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia